Buscar
  • Manta de Aramida

Preço provoca aumento da procura por blindados usados

Já perdemos a conta de quantas vezes falamos aqui no blog sobre a obvia e direta relação do aumento da violência com o aumento da procura por veículos blindados.


Ao menos até a data em que publicamos esse artigo, nada mudou nessa relação entre violência e blindados, a não ser o fato de que o mercado de blindados usados, assim como o de carros de luxo, está em plena fase de aquecimento, ao contrário do mercado de veículos em geral. O motivo para esse aquecimento é o preço.


Por exemplo, olhando o site da Hi-Tech blindagens, encontramos um Volkswagen Jetta 2.0 Comfortline Flex, ano 2012, câmbio automático e 4 portas pelo preço de R$54.999,00. Esse mesmo carro sem blindagem, de acordo com a tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), custa em média R$48.055,00.


Diferenças de preço como essa (menos que R$10.000,00) estão atraindo consumidores de classe média que antes não conseguiam comprar um blindado. O preço por sua vez acaba também contribuindo para diminuir a desconfiança do público em relação a achar que os blindados são pesados, barulhentos e problemático. Na verdade, assim como qualquer carro, os blindados também precisam de manutenção e quando isso não ocorre, logicamente que os possíveis problemas aparecem ou se agravam e o carro acaba por perder valor.


Em relação ao peso, mesmo que os materiais e o processo de blindagem em geral tenham evoluído, o aumento de peso que ocorre numa blindagem ainda é por volta de 200kg.


De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Blindados (Abrablin), Rogério Garrubbo, as “estrelas” eleitas pelo público que demanda blindados usados tem sido: o Audi Q3, o Volkswagen Tiguan, o Land Rover Evoque e o Toyota Corolla.


Cuidados na compra de um blindado usado

- Verifique a procedência da empresa. Existem situações nas quais blindados saem do mercado subitamente, deixando os clientes completamente sem suporte;

- Blindados seminovos já devem ter a documentação emitida pelo Exército;

- Teste a abertura e o fechamento dos vidros. Vidros blindados, por serem mais pesados, exigem maquinários adequados, caso contrário podem quebrar. Observe também se há a presença de trincas;

- Procure optar sempre por blindados automáticos a fim de evitar que o carro “morra” no caso de uma perseguição;

- Principalmente por causa do peso extra, verifique os pneus (que devem possuir uma cinta metálica que permite que rodem mesmo que furados) e a suspensão;

Por fim preste atenção na questão do seguro. Seguros de carros blindados são mais caros por conta da garantia que é dada a esse reforço em situações como incêndios ou colisões.

1 visualização

Rua Joaquina Teófilo do Espirito Santo, 41 - Galpão A - Cumbica - Guarulhos - SP

Brasil - CEP. 07210-008

Fone (11) 99906-8788 - (11) 2478.8333