Buscar
  • Manta de Aramida

Tire suas dúvidas sobre balística na blindagem de veículos

Atualizado: Mar 25

Blindagem nível III; V50; calibres; tipos de bala… Tudo isso influi na maneira como é feita uma blindagem e podem trazer uma série de dúvidas para quem não está familiarizado com o assunto. Elaboramos um guia com as perguntas mais comuns a respeito de balística quando falamos em blindagem e veículos para deixar esse assunto mais claro. Confira:


A norma balística NBR 15000 da ABNT preconiza que os testes balísticos para o nível IIIA devem ser feitos a distância de 4,5m do alvo. Se na prática algum tiro atingir um veículo blindado em distância menor do que a norma, o que pode acontecer? É prejudicial?

A distância recomendada pela norma leva em consideração o tempo que um projétil leva para estabilizar sua trajetória e eliminar a cavitação que existe logo ao sair do cano. Essa cavitação faz com que, em distâncias menores dos que as da norma, o projétil não atinja o alvo completamente alinhado em sua trajetória, diminuindo por isso seu poder de penetração. Portanto, disparos feitos em distâncias menores, são menos penetrantes e mais fáceis de serem detidos pela blindagem.


Quais são os tipos de bala?

Existe um número enorme de tipos de projéteis. Nos calibres de armas de mão, simplificadamente, existem os projéteis não encamisados, semi encamisados e totalmente encamisados. O termo encamisado refere-se a uma cobertura de cobre bem fino – a camisa -  que é utilizada para envolver o chumbo interno do projétil. Este encamisamento ajuda o projétil a ser mais penetrante, pois diminui o atrito dinâmico com o alvo.


O modelo da bala pode mudar a performance de uma arma calibre 38 para uma 9mm?

Não é possível utilizar projéteis de um determinado calibre em armas de outro calibre, pois o local onde o projétil é inserido na arma – a câmara de combustão – possui o tamanho exato da cápsula que envolve o projétil.


- Quais fatores intervêm na performance de um tiro? Velocidade? Composição da bala? Formato?

Sim, todos os fatores acima são determinantes para a performance de um projétil. A equação básica que determina esses fatores é F=M*V2 – força é igual a massa multiplicado pelo quadrado da velocidade. Entretanto existe uma quantidade quase infinita de fatores que podem mudar totalmente essa equação: os materiais dos quais são feitos os alvos, o material do qual é feito o projétil, fatores ambientais, etc. Este fato é o principal elemento limitador para que se consiga desenvolver modelos computacionais de balística aplicada, ou seja, esta ciência continua até hoje basicamente empírica.


- Como age o vidro em caso de tiro?

Na verdade ele não age, ele simplesmente resiste. Os vidros mais modernos possuem dois estágios de resistência: no primeiro o projétil encontra resistência dura para que aconteça o fenômeno descrito na resposta número 1 acima – o desalinhamento do projétil - e no segundo o projétil é contido em um material dúctil – menos duro – que detém a totalidade da energia levando sua velocidade a zero.


- O que é V50?

V50 é uma técnica estatística para aferir a velocidade necessária para que um projétil consiga transfixar um determinado material. Chama-se V50 porque é necessário inicialmente determinar a velocidade onde 50% dos projéteis não conseguem transfixar o material alvo – e obviamente os outros 50% conseguem. Encontrada essa velocidade, compara-se com a velocidade superior da norma balística. Se a V50 estiver acima do limite superior da norma, pode-se afirmar que existe material suficiente para deter aquele projétil dentro da velocidade da norma. Isto é possível porque, estatisticamente, a chance de que um projétil com aquela velocidade vir a penetrar o material tende a zero na medida em que o desvio padrão da velocidade dos disparos for pequena. Se o desvio padrão – o quanto a velocidade dos testes variar em relação a media - for grande, o teste fica inconclusivo. Essa é a melhor maneira de estudar a capacidade de contenção balística de um determinado material.

0 visualização

Rua Joaquina Teófilo do Espirito Santo, 41 - Galpão A - Cumbica - Guarulhos - SP

Brasil - CEP. 07210-008

Fone (11) 99906-8788 - (11) 2478.8333